quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Ainda que me doa um pouco te encontrar no desencontro

Mas suavemente disfarça como quem diz:
"Me deixe viver a vida que eu tenho
Que a minha alegria eu mesma invento
Se acaso vier me encontrar
Deixe que eu me vire sozinha
Quero ser inteira minha pra poder me cuidar"


Doyoulike?=vezemquando

Depois sorri


(...)
Depois parece que acha graça

E agradece ao destino aquilo tudo
Que a faz tão infeliz



Essa menina, essa mulher, essa senhora
Em que esbarro a toda hora
Num espelho casual
É feita de sombra e tanta luz
De tanta lama e tanta cruz
Que acha tudo natural



Maria Rita -Essa mulher

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

sábado, 7 de novembro de 2015

Seja na vida o que você é

Ouse, ouse... ouse tudo!
 Não tenha necessidade de nada! 
Não tente adequar sua vida a modelos,
 nem queira você mesmo ser um modelo para ninguém.
 Acredite: a vida lhe dará poucos presentes.
 Se você quer uma vida, aprenda ... a roubá-la!
 Ouse, ouse tudo!
 Seja na vida o que você é,
 aconteça o que acontecer.
 Não defenda nenhum princípio
mas algo de bem mais maravilhoso:
 algo que está em nós e que queima como o fogo da vida!
 Lou Andreas Salomé

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

O silêncio agora é o guia

Viver em um novo lar trás sentimentos novos e confusos.
Depois de algum tempo conseguimos perceber o que é expectativa o que é a realidade.
E nesse meio tempo ,outra pessoa têm surgido.
Aquela que sente solidão,alegria,medo,determinação e vontade de jogar tudo para o alto ao mesmo tempo.
Nessas horas ,para alguns é onde surge a inspiração.
Tenho observado corações,mentes, e o estilo de vida aqui e não me vem nada que faça escrever.
Talvez essa seja a hora de largar as folhas e ao invés de escrever,apenas ouvir o que vem de dentro.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Ficar à toa, viver numa boa

Eu não quero mudar
Ser mais discreto
Ser mais esperto
Já cansei de propostas
Dar respostas
E ter que dar certo
Até que o mundo gire ao meu redor

Capital Inicial

domingo, 6 de setembro de 2015

Deixe o tempo amanhecer

Vai, menina
Veste o peito de coragem
Corra, não perca a viagem
Porque os anos logo vêm
Vai, menina
Nessa vida é só você
Não espere por ninguém
Ninguém espera por você
Ninguém, ninguém

(...)
Foi de longe que eu me vi
Sozinha a correr
Foi do mundo se levantar
E agora eu vou

Ana Larousse

Suerte

Buscar respostas no meu interior
Filtrando a luz que me faz ser quem eu sou
E descobrir os meios de ficar em paz com minha alma.
Livre pra escolher.
Livre pra acreditar.

domingo, 16 de agosto de 2015

E reconhecer.

Não adianta ter saudade
De quem não irá voltar
(...)
Se já não tem volta
Por que ainda lembro?
(...)
Pra sempre lembrar
E reconhecer
Que não vai voltar
Nunca mais eu e você


Paula Fernandes

C.H





















domingo, 2 de agosto de 2015

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Do noroeste paulista para a zona da mata mineira.

Em 2010,se alguém tivesse me contado sobre meu futuro...Eu ficaria maravilhada,mas não acreditaria.
Naquela época a vida era outra.
A faculdade era fuga e hoje,é caminho.
Esse caminho foi construído aos poucos e com apoio de muita gente incrível e especial.Algo que me lembro sempre.Afinal,não tem um dia que não pense nessas pessoas.
Do fundo do coração agradeço tudo e todos que me apoiaram,brigaram foi preciso,compartilham seu conhecimento e experiência me fazendo ser alguém melhor pessoal e profissionalmente.
É MELHOR QUE UM SONHO(...)

Você continua frágil.

Não sei a fonte :(

Construindo o caminho.

























Cada passo,lágrima,sorriso,pensamento,atitude tem me levado 
ao que sonhei.
Por dentro e fora,estou me tornando quem quero ser.
Que a vida continue me iluminando e mostrando o caminho.
GRATIDÃO!

terça-feira, 7 de julho de 2015

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Você não pode ter medo.

Essa é a frase que mais me falam quando assumo o medo de alguma coisa.
Sei que essas pessoas querem meu melhor,mas qual será a dificuldade em entender que preciso de tempo?
"Se você não falar que precisa de tempo,eles não tem como saber"
Concordo.
É por isso que eu digo que tenho medo,preciso de tempo e quanto mais as pessoas ficam me pressionando, pior eu me sinto.
 Não quero ter vergonha dos meus sentimentos e nem quero acelerar o meu tempo,mas quando digo isso parecem não entender.

Conversar,aconselhar,tentar compreender.
Eu sei que vou superar isso.Vou mesmo.Só que ao meu tempo.
E se não souber entender ou achar ridículo,lembre do seu medo.
Sim,você também tem um(ou vários) e não tem problema.
Posso imaginar como se sente.






Fonte da imagem:Stuff no one told me


quinta-feira, 28 de maio de 2015

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Nós mudamos ;)


"Respeite tudo em você!
Respeite seus sonhos, seus medos, sua coragem e seu sentir.
Respeite cada aspecto do seu ser. Dessa forma conseguira discernir sem julgamentos o que serve e o que não serve em cada etapa da sua vida. 
Compreenda o que deve ser deixado e o que deve ser acrescentado, lapidando sua alma, conhecendo a freqüência da sua vibração e tendo consciência da energia, que é informação, que é emanada por você e consequentemente, que recebida por pura consonância!
Respeite quem você é, somente assim haverá mudanças.
Quando estamos em estado de briga, estamos tão ocupados em ver as sombras, que elas se tornam-se maiores do que realmente são. Quando estamos em estado de aceitação, tudo apenas É!
Respeitando, aceitando e fluindo, a paisagem muda, nós mudamos e a vida muda!" 

Rose Kareemi Ponce

terça-feira, 19 de maio de 2015


Um novo dia nasce e com ele um novo tempo,
sem coleiras nem promessas, apenas belos sentimentos,
um novo dia nasceu e com ele um novo tempo,
quem se prende ao passado morre,
eu aprecio o movimento,
aqui vai água, ar e fogo, ferro, pedra, briga, benção e fumaça,
a terra treme quando ela passa.


Rancore

quarta-feira, 13 de maio de 2015

"Somos finos como papel. Existimos por acaso entre as porcentagens, temporariamente. E esta é a melhor e a pior parte, o fator temporal. E não há nada que se possa fazer sobre isso. Você pode sentar no topo de uma montanha e meditar por décadas e nada vai mudar. Você pode mudar a si mesmo para ser aceitável, mas talvez isso também esteja errado. Talvez pensemos demais. Sinta mais, pense menos."

Charles Bukowski

segunda-feira, 4 de maio de 2015

E se não chegar,também está tudo bem ;)

Esse texto é a da Tati Bernardi <3


Não me sonhe, por favor. Pessoas que acham que podem me amar me ofendem. É sempre muito pouco o que elas podem e é sempre muito diferente do que deveria ser amor o que elas oferecem.
(...)
É sempre nojento quando aparece alguém que quer tentar me amar. Sempre daquele jeito burocraticamente aos poucos e equilibrado e respeitado pela vida social e empresarial e natural e dentro da rotina dos humanos normais do planeta que precisam ir aos poucos porque a vida em sociedade empresarial e natural e tudo isso. E então eu tenho prazer de tornar a vida de todo mundo que se aproxima de mim, achando que pode me amar igual meu vizinho ama a minha vizinha, um inferno. É que, por completa infelicidade, eu sempre acho a minha grama infinitamente mais verde.
(...)

Minha vizinha, que é absurdamente igual a todo mundo, é casada com um homem que poderia se passar por qualquer ser humano da terra. Eles vivem uma vida muito parecida com todas as outras. Uma parede me separa dessa realidade insuportável e eu os odeio por isso.



Enquanto isso, gosto bastante de rapazes que, numa festa, conversam de costas pra mim. Pessoas que pouco se importam com a minha existência me libertam de ser especial. Ou, melhor, de não ser esse pequeno e medíocre “especial” que é o máximo de especial que as pessoas podem sentir e dar e ter. Resumindo: me libertam de não ser especial



Se não me percebem não preciso entrar em contato com a dor suprema que é ser percebida de forma tediosa ou menor ou superficial ou igual todos se percebem e se têm e, por fim e rapidamente, não se suportam mais.



Sou imatura, egocêntrica e debilmente iludida por uma auto-estima analgésica de efeito rebote. E dane-se. Um dia o meu amor verdadeiro chegará e será diferente de tudo isso e nós vamos chorar de emoção por ter valido a pena não sangrar até a morte nos insistentes e rotineiros momentos de angústia e nada e vazio e solidão e inconformismo.

Futuro virando presente.

Sempre que alguém me pergunta como vim parar no interior conto uma história diferente.
De verdade,não foi só por um motivo.
Queria sair de casa.Esse talvez o mais forte na época.
Queria estudar.Lembro de uma certa vez que minha prima disse que queria ser bióloga e pensei:
"Gente,pra quê?"
Depois fomos a uma feira de estudantes e conheci uma bióloga foda.
Preciso dizer qual foi o curso que escolhi?
Talvez se existisse algum curso de humanas aqui teria optado por ele.
Ainda existia um rapaz que por coincidência morava numa cidade próxima,haha.

Então,em agosto de 2009 algumas coisas estavam decididas:
BIOLOGIA.ILHA.AMOR.
Era isso.

29 de Janeiro de 2010.
O resultado oficial que trouxe a confiança que levarei até o fim.
Aquela confiança de conseguir o que se almeja.

04 de Maio de 2015.
Daqui quatro dias é a minha colação de grau.
Estou tão feliz que até abraçaria as pessoas.(haha)
Quem diria que  escolheria trabalhar com plantas?
Quem diria que  perderia o medo de insetos?
Quem diria que  contaria os dias para voltar a casa dos meus pais?
Quem diria que meus irmãos estariam morando em Ilha?
Quem diria que me tornaria mais calma?
Quem diria que conseguiria administrar uma república?
Quem diria que aprenderia inglês por vontade própria?
Quem diria que iria criar vínculos tão fortes?(Sim,essa é mesma pessoa que disse aos amigos de São Paulo que estava indo estudar ,não para fazer amigos).
Quem diria que iria terminar o curso?hahaha.

Depois de todo esse caminho percorrido sinto que as próximas batalhas serão mais difíceis e intensas.
Só quero dizer que estou preparada e estou muuuuuuito (desse jeito mesmo) empolgada com os próximos capítulos da minha vida.
Eles serão mais bonitos,felizes e divertidos do que todos que já vivi até aqui.
Quando terminei o Ensino Médio não fiquei naquela tristeza de "os melhores momentos da minha vida foram aqui."
Agora terminando a faculdade sinto a mesma coisa.
É algo que sempre veio comigo.Olhar para frente,ver as possibilidades,entender que isso é um momento e que vai passar.
Talvez pelo fato das coisas ruins do passado,aprendi a acreditar na vida,no que estava por vir.
E quando as coisas começaram a se ajeitar,foi ai que entendi:
O melhor momento é o que estou vivendo.
É agora.
Assim posso construir meu futuro da melhor maneira possível.




Kenshin :D :D




sábado, 25 de abril de 2015

O que gosto de me lembrar.

Ontem/hoje assisti um filme chamado "Wild" e depois de dar uma olhada na internet vi que é um livro autobiográfico o que faz tudo isso mais interessante.
Apesar de (ainda) não ter lido o livro preciso escrever sobre alguns pontos que me chamaram atenção.

Já fiquei tensa quando vi que a rota escolhida tinha 1.770 km e quando descobri que ela nunca tinha feito trilhas ,pensei :"Ótimo,ela vai encontrar alguém no meio do caminho mais experiente ,se apaixonar e dizer que a viagem mudou sua vida,"
Sabe o que aconteceu? Ela chegou ao final da trilha sozinha em todos os sentidos.

Ao longo do filme durante a caminhada,ela vê cada um dos demônios que a atormentava.
Pensou,escreveu,viveu e aprendeu com cada um deles para se reconstruir.

"It seemed to me the way it must feel to people who cut themselves on purpose. Not pretty, but clean. Not good, but void of regret. I was trying to heal. Trying to get the bad out of my system so I could be good again. To cure me of myself."

Em um dos momentos que Cheryl está discutindo com a mãe sobre eles não terem nada:Nossa riqueza é o amor e, na vida terão dias muito mais difíceis do esse.Aprenda a lidar e ver as coisas da melhor maneira possível.(Resumi o diálogo.Essa é a minha parte favorita do filme).

Ao longo da caminhada Cheryl  encontra alguns homens que aproveitam o fato dela estar sozinha tentar algo .Todas essas cenas me lembram o abuso que sofremos ao longo de nossas vidas.

Outra parte interessante é quando um repórter para na estrada para conversar com a protagonista e diz: "É raro encontrar mendigas".
E ela responde contando a ele onde geralmente estão as mulheres e sua posição na sociedade.
Ele ainda continua dizendo que ela parece uma feminista.
Cheryl responde :Eu sou.
Não me lembro de ter assistido nenhum outro filme onde a personagem fosse tão direta com relação a isso.

É um filme que expõe temas bem interessantes e pequenas lições que valem a pena ser lembrados.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Felicidade realista - Mário Quintana


A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um
pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde,
ser magérrimos, sarados, irresistíveis.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o
cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco
estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem
podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso
é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.Queremos estar
visceralmente apaixonados,
queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados,
queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo
selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá
ver tanta televisão.
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.
Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade.
Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com
um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente
quando se trata de amor-próprio.
Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo,
usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o
suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem
pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que
saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de
criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o
improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar
o estrelato, amar sem almejar o eterno.
Olhe para o relógio: hora de acordar.
É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos
mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é
um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos
vítimas ingênuas desta tal competitividade.
Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com
as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.
Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a
felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir
embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não
sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração.
Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

domingo, 22 de março de 2015

.

When you run into my arms
We steal a perfect moment
Let the monsters see you smile
Let them see you smiling

Do I hold you too tightly?
When will the hurt kick in?


Vega 4 

sábado, 7 de março de 2015

Notas do passado.

Arrumando os arquivos do pc achei esses rascunhos de 2011.É bom ver como coisas que antes me assombravam, agora servem apenas como lembretes que a vida é grande demais para ficar chorando dentro do buraco que criamos ou que nos colocaram sem pedirmos.


"Sempre difícil colocar no papel o que tenho na alma.
São lembranças, planos, projetos, tristezas, saudades... Tudo agitando meu mundo. Parece que a qualquer hora vai sair tudo correndo daqui de dentro pra ir atrás do quer.
As lembranças querem o passado, os planos desejam o futuro, as tristezas querem sorrir, as saudades tem vontade de abraços. Sinto-me muito ligada a poucas pessoas e está meu ponto principal (não sei se fraco ou forte).
Fraco, por coisas ligadas a elas me abalarem. Fortes, por me colocarem pra cima e não me deixarem cair.
Sobre amizade, me sinto grata por todas as pessoas ao meu redor muitas passaram, mas muitas continuam e isso me deixa feliz.
Sobre família... Aí, a história é complicada. Não é que não os ame, mas não é fácil.
As pessoas que te ensinaram a respeitar não se respeitam.
Chorei muito, tentei entender e no fim das contas sabe o que sobra?O amor.
Achei que sobraria o rancor, o ódio, a tristeza... Mas, não.

As coisas vão acontecer, e eu tenho aprender a lidar.
Sempre tento ver minha vida como um desenho,tento ver aqueles momentos em que não posso nem pensar em desistir.
"Ganha" na vida quem supera.Supera a dor,o medo, a tristeza,a solidão,a maldade, a inveja,a ganância,os traumas,as despedidas.


Quero levar sorrisos,felicidade e quando isso não for possível...que saibam que me tem ao lado pra ajudar a levantar ."

------
Essa é uma sensação que só quem guarda os próprios registros sentem.
Pode ser uma fotografia,um papel de bala,qualquer coisa que te lembre o momento.
Anos depois ,leio isso e sinto orgulho de quem estou me tornando e que as decisões que tomei naquela época não poderiam ter sido diferentes.
E que daqui mais alguns anos ,eu possa ler o que escrevo hoje e ver como escrevi minha história.


segunda-feira, 2 de março de 2015

Para onde vamos crescer

CLIQUE AQUI PARA OUVIR A MÚSICA

Pra Onde A Gente Deve Ir

- Olha o que você fez em mim
Não dá pra acreditar mas aconteceu
A gente tem que se aceitar assim
Vai ser pior dizer que 
"pode ser que as coisas mudem"

- Nem tudo precisava dar certo
Eu nunca apostei no "para sempre"
Era bom te ter por perto
Mas eu lembro que
Em algum momento a gente se soltou

- Olha quanto tempo já passou
Ainda não consigo desviar 
Das lembranças que atropelam meu caminho

- Eu bem que poderia ignorar
Já não me reconheço mais aquela
Mas por algum motivo eu ainda não consigo.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Não necessariamente nessa ordem.








Red Band Society  <3

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Faltou o ar.

 Tiê-Assinado eu


Mas em toda a história,
É nossa obrigação
Saber seguir em frente,
Seja lá qual direção.
Eu sei.
Tanta afinidade assim, eu sei que só pode ser bom.
Mas se é contrário, é ruim, pesado
E eu não acho bom.
(...)
Me despeço dessa história
E concluo: a gente segue a direção
Que o nosso próprio coração mandar,
E foi pra lá, e foi pra lá.


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Sempre ele.


"Esperamos e esperamos. Todos nós. Não saberia o analista que a espera é uma das coisas que faziam as pessoas ficarem loucas? Esperavam para viver, esperavam para morrer. Esperavam para comprar papel higiênico. Esperavam na fila para pegar dinheiro. E, se não tinham dinheiro, precisavam esperar em filas mais longas. A gente tinha de esperar para dormir e esperar para acordar. Tinha de esperar para se casar e para se divorciar. Esperar pela chuva e esperar pelo sol. Esperar para comer e esperar para comer de novo. A gente tinha de esperar na sala de espera do analista com um monte de doidos, e começava a pensar se não estava ficando doido também."
Bukowski.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Simples assim.


O futuro é você quem faz


O que trago sobre os ombros é meu e é só meu
Sustento sem implorar a benção e o pesar.

Pitty-Fracasso

domingo, 1 de fevereiro de 2015

sábado, 17 de janeiro de 2015

Preciso.


Quem vai e quem fica.

Era um dia para partilhar e sentir alegria.
Essa é a pior parte.
Saber o que deve sentir e conseguir faze-lo. 
Nesse caso,temos duas opções: Ou você finge ou você aceita que não vai sentir aquilo.
Existem pessoas e pessoas.
Algumas se convencem de que o "certo" demonstrar o que os outros querem ver para não precisar dar satisfação e/ou não desagradá-los e por aí vai.
Já fui assim e ,agora sei que não vale a pena.
Não preciso exteriorizar que não estou sentindo quando a situação envolve apenas meus sentimentos.
Quando,no entanto,isso envolve outras pessoas preciso dizer se estou sentindo ou não.
Essa sinceridade faz com que bastante gente se vá ,mas quem fica..sei que posso confiar e não existe nada que me deixe mais grata no mundo.

Quem me visita aqui :D